Câmara e Santa Casa realizam primeira reunião para debater problemas na saúde pública

por elis — última modificação 13/04/2016 11h52

Segundo as informações prestadas, a Santa Casa tem a função de prestar os serviços de urgência e emergência encaminhados pelos postos de saúde, Samu, Siate e os que chegam diretamente na portaria. Já os casos ambulatoriais, de acordo com os representantes da instituição, deveriam ser solucionados nas próprias unidade de saúde. Além disso, alegam que o dinheiro repassado pela Prefeitura é insuficiente para o atendimento de Pronto Socorro, uma vez que os custos não são apenas com despesas de pagamentos de médicos, mas também com exames laboratoriais, radiografias, internamento, remédios, entre outras despesas.

O que mais preocupa entre todas as questões discutidas é com relação ao aumento do déficit orçamentário enfrentado pela instituição, principalmente nos exercícios dos dois últimos anos. Para se ter uma idéia, somente em 2010, a Santa Casa acumulou um prejuízo de mais de R$ 1 milhão e as perspectivas para esse ano é que o montante ultrapasse os R$ 2 milhões.

Outra reunião foi marcada para o dia 4 de julho, segunda-feira, na Santa Casa. Em seguida os vereadores devem agendar um encontro com os representantes da Secretaria Municipal de Saúde.