CPI que investiga contratos entre Prefeitura e Instituto Atlântico começa a trabalhar

por Administrador última modificação 13/04/2016 11h57

Segundo o presidente Cecílio Araújo, “primeiramente será analisada a origem do contrato e de que forma se deu a licitação, uma vez que consta nos autos do Gaeco o depoimento de uma ex-funcionária do instituto que afirma a existência de uma grande amizade entre as partes envolvidas. A partir disso, vamos tomar depoimentos das pessoas que entendermos como imprescindíveis, bem como solicitar exames de documentos, relatórios e deliberações administrativas do poder executivo”.

A CPI foi instaurada com a aprovação de 9 dos 10 vereadores cambeenses. Os contratos entre Instituto Atlântico e Prefeitura de Cambé somam R$ 12,5 milhões para o período de 25 de janeiro de 2010 a 25 de janeiro de 2012. Os serviços são prestados junto ao Programa Saúde da Família (PSF), Programa de Agentes de Combate a Dengue e outras endemias e Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF).