Você está aqui: Página Inicial / Câmara de Cambé aprova projeto de lei que garante atendimento prioritário aos autistas

Câmara de Cambé aprova projeto de lei que garante atendimento prioritário aos autistas

por Edinelson Alves publicado 09/07/2019 15h50, última modificação 09/07/2019 15h50

Por unanimidade, os Vereadores de Cambé aprovaram em primeira discussão na sessão de segunda-feira (8), o Projeto de Lei 24/19 que prevê o atendimento prioritário de pessoas com Transtorno Espectro Autista – TEA. A indicação para criar essa lei foi de iniciativa do Vereador Leonildo Aparecido Julião, o Tokinho, que atendeu pedido das mães de crianças com TEA as quais foram encaminhadas pela Unidef – União dos Deficientes Físicos de Cambé. Para evitar vício de iniciativa, essa demanda foi enviada para o Executivo que encaminhou o referido Projeto para a Câmara que deve aprová-lo em segunda e última discussão na sessão da próxima segunda-feira. 
Ressaltando a importância da inclusão para o exercício pleno da cidadania, o Vereador Tokinho explicou que essa nova legislação irá garantir o atendimento prioritário em todos os estabelecimentos públicos e privados do município, bem como permitir a utilização das vagas preferenciais nos estacionamentos. Mas todo esse atendimento facilitado será oferecido mediante identificação da pessoa com TEA bem como do seu acompanhante responsável. 
A nova lei também determina que os estabelecimentos comerciais, de serviços ou simulares ficarão obrigados a manter em local visível placas de atendimento prioritário com o símbolo mundial do Transtorno Espectro Autista, a exemplo do que já é feito para sinalizar o atendimento preferencial das gestantes, lactantes, mães com crianças de colo e idosos. Um grupo de mães de crianças com TEA fez questão de acompanhar a aprovação desta matéria, e ao final da sessão elas agradeceram os vereadores, e comentaram “Essa lei é uma grande conquista que em muito nos ajudará”. 
Para o presidente da Unidef - União dos Deficientes Físicos de Cambé -, Aminadabe Martins de Oliveira, a criação desta lei é o primeiro passo para que sejam criadas políticas públicas para atender a comunidade autista de Cambé. “Só a família é que conhece a realidade do autista. A partir desta lei a cidade vai procurar saber o que é o autista, e isso será muito importante. Vamos fazer pesquisas em escolas, igrejas para levantar o número de autistas em Cambé bem como as suas necessidades de acordo com o nível do transtorno, incluindo aí gastos com transporte, medicamento e outras despesas". Aminadabe elogiou as mães que o procuraram, “o Tokinho pela sensibilidade de encampar o projeto” e também os demais Vereadores e o Executivo pelo apoio.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

    



Rádio Legislativa
If your video does not start playing shortly, please ensure that you have JavaScript enabled and the latest version of Adobe Flash Player (http://www.adobe.com/products/flashplayer/) installed.
Audio Player
More…
Pesquisa de Opinião

Qual o melhor veículo de comunicação para você acompanhar as sessões ordinárias AO VIVO?

FACEBOOK
YOUTUBE
TV
RÁDIO
SITE CÂMARA
spinner
Total de votos: 452
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo